UGT-Madeira profundamente preocupada com a destruição de empregos

A UGT-Madeira realizou hoje uma reunião do Conselho Geral, na qual foi aprovada
uma resolução relativa ao Orçamento Suplementar, que considera ser necessário “ir
mais longe para corrigir desequilíbrios”. Esta entidade regista positivamente os
progressos, e complementaridades das alterações dos orçamentos da República e da
Região Autónoma da Madeira. Nomeadamente, o apoio extraordinário de protecção
social para trabalhadores em situação de desprotecção social, que não tenham
acesso a qualquer instrumento ou mecanismo de protecção social, nem aos apoios
sociais criados no âmbito das medidas excepcionais e temporárias (no valor mensal
de 1 IAS – 438,81€, em linha com a prestação universal que propusemos); o
pagamento a 100% do subsídio de doença em caso de COVID-19, bem como o não
acesso a apoios públicos em empresas em offshores e a criação de um complemento
para os trabalhadores em Lay-off.

leia a noticia na integra em FunchalNotícias

Partilha este artigo na tua rede...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

UGT quer garantia de pagamento do subsídio de refeição em teletrabalho

A UGT propõe uma alteração legislativa que garanta o pagamento do subsídio de refeição em regime de teletrabalho e pede ao Governo que intervenha já para “pôr cobro imediato às situações injustas” que se estão a verificar.

Em comunicado divulgado hoje, a UGT defende que “o valor do subsídio de refeição deve continuar a ser pago aos trabalhadores” em teletrabalho, segundo o princípio de igualdade e não discriminação previsto no Código do Trabalho para este regime.

leia a notícia completa em dNoticias

Partilha este artigo na tua rede...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

RESOLUÇÃO DO CONSELHO GERAL – 25 JULHO de 2020

Registos da Reunião do Conselho Geral da UGT Madeira onde foi aprovado por unanimidade e aclamação a seguinte Resolução :
RESOLUÇÃO DO CONSELHO GERAL – 25 JULHO de 2020
UGT- MADEIRA SAÚDA A INTEGRAÇÃO DE ALGUMAS MEDIDAS NO ORÇAMENTO SUPLEMENTAR, MAS É NECESSÁRIO IR MAIS LONGE PARA CORRIGIR DESEQUILÍBRIOS
A Assembleia Legislativa aprovou, no passado dia 24 de Julho, o Orçamento Suplementar para 2020 que, em traços gerais, vem assegurar o financiamento das medidas excepcionais de resposta à crise já em curso, bem como de outras previstas no Programa de Estabilização Económica e Social.

Partilha este artigo na tua rede...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Reunião de Secretariado Nacional da UGT PORTUGAL

Registos da Reunião de Secretariado Nacional da UGT PORTUGAL, dia 17 de Julho, com participação mista (presencial e por videoconferência), onde têm sido abordados, analisados e discutidas as situações políticas e sindicais entre outros assuntos como a
aprovação por unanimidade e aclamação de uma resolução que abordou os seguintes temas:
1. UGT saúda integração das suas propostas no Orçamento Suplementar – É necessário ir mais longe para corrigir desequilíbrios;
2. UGT preocupada com a evolução do desemprego – É necessário melhorar a informação dos organismos do Estado;
3. Os Sindicatos, o Diálogo Social e a Negociação Colectiva necessitam de apoio – Comissão Europeia não pode continuar a assobiar para o lado!!!;

…leia mais aqui

Aceda ao documento na íntegra:
RESOLUÇÃO DO SECRETARIADO NACIONAL DA UGT – LISBOA, 17 JULHO 2020

Partilha este artigo na tua rede...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Resolução do secretariado nacional – BRAGANÇA

O Secretariado Nacional da UGT realizado hoje na cidade de Bragança aprovou, por unanimidade e aclamação, uma resolução que abordou os seguintes temas:

1. Contributos da UGT sobre o Orçamento Suplementar 2020;

2. Efeitos da Pandemia tornam evidente a necessidade de reforçar o investimento nos serviços públicos e de valorizar os salários e as carreiras dos trabalhadores da Administração Pública;

3. Em Defesa do SNS. Em defesa de todos os profissionais de saúde;

4. Na resposta social à crise. É necessário mais investimento na Educação;

5. Justiça;

6. Algumas questões urgentes no diálogo com o Governo;

7. A UGT rejeita despedimentos na TAP;

8. Sector Bancário. É necessário desbloquear a contratação colectiva;

9. UGT apela à responsabilidade de todos no desconfinamento.

RESOLUÇÃO DO SECRETARIADO NACIONAL DA UGT – BRAGANÇA 26 DE JUNHO 2020

Partilha este artigo na tua rede...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone