UGT aplaude descida do desemprego

“Se há menos desempregados para nós é positivo. A tendência de crescimento do emprego é salutar para qualquer estrutura sindical”, afirmou perentório o líder da UGT, reagindo assim aos mais recentes números da taxa de desemprego, 11,9%, revelada esta manhã pelo INE.

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Sampaio da Nóvoa na Região

A UGT Madeira recebeu pelas 12h00, a visita do candidato à presidência da República na sua deslocação à Região.

 

 

 

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Protocolo de cooperação com o IEFP de Portugal e Cabo Verde

A União Geral de Trabalhadores de Portugal (UGT) assinou esta terça-feira, na cidade do Mindelo, um memorando de cooperação com a União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde – Central Sindical (UNTC-CS) e com o Instituto do Emprego e Formação Profissional do arquipélago (IEFP).

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Pedidos de audiências solicitados na RAM

Até ao momento decorreram com normalidade conforme a disponibilidade das partes. No entanto a audiência solicitada ao Presidente da RAM não chegou a realizar-se, conforme agendada pelos serviços. Contrariamente ao esperado, foi cancelada sem que tivéssemos conhecimento prévio, o que indignou os representantes da UGT Madeira, que se encontravam na Quinta Vigia, na data e hora marcada.

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

PS apela à união de esforços na “batalha contra os despedimentos” no SESARAM

Após uma reunião com a delegação regional da UGT, o dirigente socialista informou que 16 pessoas contratadas pelo SESARAM foram informadas que serão dispensadas mas que a estas juntar-se-ão mais pessoas em outras áreas.

No entender de Carlos Pereira, este é uma orientação errada, pois “o despedimento de pessoas tem consequências graves no funcionamento do SESARAM e na destruturação do próprio sistema regional de saúde”.

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email