UGT lamenta decisão e rejeita argumentos

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) abandonou a UGT e vai ser um sindicato independente.

A UGT “lamenta” a decisão do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil e rejeita  os argumentos apresentados “pelo facto de não serem verdadeiros”.

A central sindical refere, em comunicado, que se “manifestou publicamente contra a privatização da TAP” e apoiou “formas de luta encetadas pelo SNPVAC para defender o seu acordo de empresa”.

Em relação ao braço de ferro com o Governo, a UGT argumenta que se o SNPVAC não quis dialogar, não pode impor a “lei da rolha” aos outros sindicatos.

“Ferida na sua susceptibilidade, a direcção do SNPVAC fez o que fez – apontou as suas baterias para o bode expiatório fácil e sempre disponível para o diálogo e concertação – a UGT. Mas isso é feio, porque cada organização filiada na UGT decide por si e em função dos direitos dos seus associados. Não cabe a uma central sindical assumir a liderança dos sindicatos individualmente”, afirma a UGT.

UGT que a saída do Sindicato do Pessoal de Voo é uma birra de uma direção vaidosa, dizendo mesmo que não foram solidários com outros sindicatos.

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email