OE para 2015 não promove o crescimento e o emprego – UGT Central Sindical critica forte penalização ao setor da Educação

A UGT considera que a proposta de Orçamento de Estado para 2015, e que se encontra em fase de discussão, não responde a questões essenciais, nomeadamente de retoma económica e de criação de emprego.
No parecer a UGT manifesta também forte apreensão e desacordo, perante o desinvestimento público nas áreas centrais do Estado Social. Um desinvestimento especialmente preocupante no setor da Educação bem como na formação e qualificação profissionais. Consultar o documento

Partilha este artigo na tua rede...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someone